sexta-feira, 18 de junho de 2010

quinta-feira, 27 de maio de 2010

quarta-feira, 12 de maio de 2010

"Sonhos Submersos" na Feira do Livro do Porto


O autor e a Editora Fronteira do Caos estarão presentes na Feira do Livro do Porto em data e hora a anunciar.
Contamos com a vossa presença.

O livro está, felizmente, a atravessar fronteiras, sendo sugestão de leitura numa conceituada revista brasileira

Ver página 6

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

"Sonhos Submersos"/ESCLARECIMENTO


Têm-me chegado via e-mail e/ou comentários algumas dúvidas sobre a forma como adquirir o livro; assim sendo, presto aqui os esclarecimentos necessários:

1 – Em Portugal, o livro está disponível nas redes Bertrand, FNAC e outras livrarias. No caso de se encontrar esgotado, basta um pedido à livraria que o fará chegar rapidamente ao seu balcão.

2 – Pode ainda optar por pedi-lo directamente à editora com redução no preço de capa. Para tanto basta visitar o site e/ou o blog da mesma.



3 – Para os/as meus/minhas queridos/as amigos/as brasileiros/as é aconselhável seguir estas indicações: o livro está disponível em território do país irmão através de uma empresa distribuidora. Basta, para tanto, visitar o site e efectuar o pedido, mencionando o nome do autor, o título do livro e o nome da editora .


segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Sessão de lançamento de "Sonhos Submersos" em Aveiro


Realizou-se no passado dia 6 de Fevereiro (Sábado), o lançamento do livro “Sonhos Submersos” no Mercado Negro em Aveiro, que contou com a aderência de inúmero público leitor.

Os meus agradecimentos à Marisa do Mercado Negro, à minha editora Fronteira do Caos e a todos/as os/as que fizeram o favor de estar presentes.

“Sonhos Submersos”, tenta ser uma uma narrativa singela da vida de uma mulher atirada para a diáspora e que, longe da Pátria se enamora por um homem que haveria de lhe marcar a vida; para o melhor e para o pior.

Apaixonada, foge da casa dos pais para assumir uma relação que se veio a revelar efémera, traiçoeira, desgastante e frustrante.
Ainda assim, Soledade nunca deixou que as contingências da vida, da vontade – ou falta dela – do único homem a quem amou, fossem uma contrariedade. É comovente verificar o amor incondicional, a esperança, a luta desesperada por esse amor. Acredito que Soledade morreu a pensar que ainda era possível. Num mundo onde se desiste facilmente e, as relações são cada vez mais um mero contrato a prazo – cada vez mais curto – é edificante sabermos que, algures no tempo – ainda muito próximo de nós – existem ou existiram pessoas como Soledade, capazes de se empenharem verdadeiramente naquilo em que acreditam!

Os gregos, inventores e impulsionadores de tantas artes, inventaram a arte da memória, que, à semelhança das outras artes, seria posteriormente cultivada e adaptada pelos romanos, marcando profundamente a cultura ocidental.

O nome desta arte, designada como mnemotecnia, tem origem em Mnemossyne, a deusa da memória, esposa de Zeus e mãe de todas as musas. A deusa da memória tinha como poder conferir imortalidade aos mortais, porque quando um artista, um historiador ou um poeta regista momentos, gestos, acontecimentos, palavras, está a perpetuar, através do tempo, tudo aquilo que diz respeito à história da humanidade e à matéria do ser.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Lançamento do livro "Sonhos Submersos"


Os gregos, inventores e impulsionadores de tantas artes, inventaram a arte da memória, que, à semelhança das outras artes, seria posteriormente cultivada e adaptada pelos romanos, marcando profundamente a cultura ocidental. O nome desta arte, designada como mnemotecnia, tem origem em Mnemossyne, a deusa da memória, esposa de Zeus e mãe de todas as musas. A deusa da memória tinha como poder conferir imortalidade aos mortais, porque quando um artista, um historiador ou um poeta regista momentos, gestos, acontecimentos, palavras, está a perpetuar, através do tempo, tudo aquilo que diz respeito à história da humanidade e à matéria do ser.
“Sonhos Submersos”, trata-se de uma narrativa singela da vida de uma mulher atirada para a diáspora e que, longe da Pátria se enamora por um homem que haveria de lhe marcar a vida; para o melhor e para o pior.
O lançamento será amanhã, dia seis de Fevereiro, pelas 16.30 horas no Mercado Negro , em Aveiro.
O autor e a Editora Fronteira do Caos contam com a vossa presença.

Adenda

Endereço do Mercado Negro: R. João Mendonça, 17 (frente ao canal principal)
3800-200 Aveiro



terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Sonhos Submersos: a viagem



No passado dia 31 teve lugar a apresentação do livro “Sonhos Submersos” no Centro Social Luso-Venezuelano em Nogueira da Regedoura. Foi um evento organizado de forma irrepreensível pelos responsáveis do CSLV e, que contou, com grande adesão de público leitor.



Na mesa marcaram presença o Editor Victor Raquel, o Autor e o Dr. Joaquim Marinheiro, membro da direcção do Centro Luso-Venezuelano.
Estiveram igualmente presentes órgãos de comunicação locais que asseguraram a cobertura do evento e do livro.



O autor gostaria de agradecer a todas as entidades envolvidas, a capacidade de organização e mobilização, o carinho, a competência e a simpatia com que fomos recebidos e que, assegurou inequivocamente o sucesso da iniciativa. A todos um grande bem-haja.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Eventos promocionais do livro "Sonhos Submersos"


O autor, a EDITORA e o centro social luso-venezuelano, sediado em NOGUEIRA DA REGEDOURA, Aveiro, têm o prazer de convidar todos/as os/as visitantes deste espaço para um evento promocional do livro “Sonhos Submersos”, seguido de sessão de autógrafos, no dia 31 de Janeiro de 2010, pelas 16.30 horas.

De igual modo, ficam convidados para o lançamento do mesmo livro, no dia 6 de Fevereiro de 2010, no Mercado Negro em Aveiro, pelas 17.30 horas.
Contamos com a vossa presença.

Mais notícias na TV ESPINHO e na Radio Terranova